• Instituto Hori

Dia Nacional da Saúde

A interessante história de Oswaldo Cruz - ou como nós vemos o futuro repetir o passado.


Hoje, 5 de agosto, é comemorado o Dia Nacional da Saúde. A data pode até passar despercebida, mas é necessário lembrar a história do seu personagem central: o médico sanitarista Oswaldo Cruz, que pôs fim a febre amarela no país, através da implementação de medidas sanitárias.


O nome do médico está registrado na mais destacada instituição de ciência e tecnologia em saúde da América Latina: a Fundação Oswaldo Cruz.


Antes de pôr fim a febre amarela e conquistas prêmio internacionais no campo da medicina sanitária, Oswaldo Cruz teve o seu nome ligado à Revolta da Vacina, iniciada em razão da entrada em vigor da lei que tornava obrigatória a vacina contra a varíola.


Muitos cariocas opuseram-se contra a vigência desta lei, pois a consideravam como a atitude uma invasão ao seu direito de liberdade, visto que algumas pessoas foram vacinadas contra a vontade.


“A oposição política, ao sentir a insatisfação popular, tratou de canalizá-la para um plano arquitetado tempos antes: a derrubada do Presidente da República Rodrigues Alves. Mas os próprios insufladores da revolta perderam a liderança dos rebeldes e o movimento tomou rumos próprios. Em meio a todo o conflito, com saldo de 30 mortos, 110 feridos, cerca de 1000 detidos e centenas de deportados, aconteceu um golpe de Estado, cujo objetivo era restaurar as bases militares dos primeiros anos da República.”


A história se repete como drama e hora como tragédia: a Revolta ocorreu em 1910 e, em 2020, o mundo vive uma grande pandemia, por causa do coronavírus.


Entre um evento e outro distam mais de 100 anos, contudo a moldura social é idêntica: tal como em 1910, em pleno século XXI, um número grande de pessoas que se coloca contra a utilização e disseminação de vacinas - situação, no mínimo, inexplicável, uma vez que há provas irrefutáveis de que a vacinação em massa acabou com a varíola, a rubéola e outras doenças virais.


Para o ano que vem, espera-se a produção em massa de vacinas para combater o coronavírus. Diante do negacionismo científico, podemos nos perguntar se assistiremos uma nova revolta?


#Dianacionaldasaude

#Oswaldocruz

#Medicina

#Saúde

#História

#RevoltadaVacina

#COVID19


FONTES:

Dia Nacional da Saúde: por que comemoramos o 5 de agosto?

Fundação Oswaldo Cruz

O que foi a Revolta da Vacina?


CRÉDITOS

Texto: Cristiano Pedreira

Revisão de Texto: Junio Queiroz


8 visualizações

(71) 9.8877 - 4642

COPYRIGHT © INSTITUTO HORI - EDUCAÇÃO E CULTURA. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.